Nutricionista pode e deve usar o título de "Doutor(a)"

Sabe-se que quem cursa doutorado obtém o título de “doutor”, mas o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) avaliou se o uso desse termo seria conveniente para os nutricionistas já formados, sem ter feito doutorado.

É de conhecimento de todos que algumas profissões utilizam do título de Dr ou Drª pela própria tradição e aceitação popular. Assim, mesmo não tendo esse título, médicos, advogados, dentistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e outros, principalmente da área da Saúde, fazem uso do mesmo, embora saibamos que o título de doutor só cabe a quem faz doutorado.

Em 1987 o CFN divulgou a DECISÃO Nº 01/87 e recomenda que os nutricionistas utilizem o título de doutor e que os conselhos regionais façam a necessária divulgação desta decisão entre os nutricionistas, instituições públicas e privadas, além dos cursos de nutrição.

A professora e sub-coordenadora da UNIRP, Priscila Angelo Sanchez, diz que em ambiente acadêmico, ou seja, na faculdade, chama-se Dr. ou Dra. somente os professores com doutorado e que fora da faculdade usa-se os termos normalmente.

Portanto, o nutricionista pode e deve usar o título de “doutor” com apoio do conselho mas encontrará restrições dentro do ambiente acadêmico.

doutora podeee

About these ads
por Nutricionista Cristiani Sabbatini Postado em Notícias

54 comentários em “Nutricionista pode e deve usar o título de "Doutor(a)"

  1. Como médica , de fato acho no mínimo constrangedor ver nutricionistas , fisioterapeutas, fonoaudiólogos e psicólogos quererem usar este “termo” atávico e consagrado para profissões como medicina , odontologia e direito apenas por questão de pura vaidade humana , contentamento do ego. Bem , mas como vivemos em uma sociedade em que infelizmente a aparência , títulos e honrarias fazem o indivíduo , até compreendo a posição hercúlea de vocês.
    Estudei 6 anos na graduação de medicina e mais 4 anos na pós-graduação da minha especialidade, o que me forneceu um background que penso realmente fazer juz a denominação de doutora.
    Deixando de lado o termo doutor/doutora vinculado a um doutorado em qualquer área do conhecimento acadêmico , é nítido que esta manifestação de necessidade e “direito” de uso do termo nas áreas de saúde supra-citadas é fruto de pura vaidade humana .
    Mas temos que nos adequar aos tempos e às tentativas de superações das tradições históricas de profissões atemporais.
    Talvez falte também o conhecimento histórico de profissões como Medicina e Direito , bem como da origem do termo “doutor” , para vocês pleitearem tal denominação.
    Mas isto deixo para vocês…porque estudo e conhecimento …nunca são demais!
    Abraços.

    • Dra. Vívian, seja bem vinda ao Blog do Estudante de Nutrição. Confesso que fiquei lisonjeada com sua presença neste humilde Blog apesar das palavras avassaladoras, porém, entendo sua opinião e sei que não são apenas críticas e sim uma convicção sua e que tudo o que escreveu é exatamente o que muitos médicos pensam sobre o assunto. Não acho interessante ficar defendendo a categoria mas veja bem, a questão não é “merecer” e sim “poder”. Nutricionista pode usar sim o termo “Doutora” simplesmente porque tem o apoio o conselho e não foi nenhuma de nós duas que criou essa oportunidade. De qualquer maneira, como vc disse “Estudo e conhecimento nunca é demais”, essa sim foi a melhor parte da conversa.

      • Engraçado que os enfermeiros não se utilizam do título de “doutor”, apesar de trabalharem na área de saúde… Não chamo de doutor quem não fez o doutorado, assim como não chamo de paulistano um gaúcho que veio morar em São Paulo.

    • Acho que o que está em questão não é o tempo que se estuda para merecer o título. O fato de estudar por 6 anos não dá o merecimento do título de doutor para ninguém. Fiz 4 anos de graduação, 2 especializações, mestrado e doutorado. Quem é doutora aqui mesmo? O título de doutor deve ser para aqueles que possuem doutorado, uma vez que para todos os outros é tudo uma mera questão de status. O fato de um nutricionista ou qualquer outro profissional da área da saúde ser chamado de doutor não inferioriza nenhum outro profissional. Temos que nos unir pela saúde dos pacientes e não nos incomodar com o título alheio! Vergonhoso isso…

      • Concordo plenamente com você, o fato de ter estudado 6 anos de graduação não faz merecer o título de doutora, mais sim quem fez doutorado, merece o título. So porque e medica se acha melhor que todo mundo, e o fim.

      • Adorei a resposta merecedora de aplausos ANA LIRA bella Facebook

    • DRA. VIVIAN…é ridículo o que a Sra disse. Acha que pode deter o título de Doutora? Vá aprender a escrever antes! “jus” se escreve com S e não com Z…Doutores saberiam isso, é educação básica, português inicial.

      * Sou Estudante de graduação em Direito. Assim, a Sra. me faz crer que eu possa ser Phd! Tenha bom senso hein? e pare de palhaçada.

    • Constrangedor, porquê? Nem todo médico fez doutorado e é chamado de doutor.
      E acredito que o fato de você estar constrangida, é que esse termo ser usado por nutricionistas, psicólogos e fonoaudiólogos fere o seu ego.
      Que acredita que pelo fato de ter feito graduação, pós e especialização merece o titulo de doutora acima de outras profissões.

    • E vc “dra. Vivian” tem doutorado? Se nao, vc esta se encaixando nesse mesmo assunto que estamos discutindo. Por ser médica, vc nao é melhor nem pior que qualquer outro profissional, seja fisioterapeuta, nutricionista, engenheiro, advogado, lixeiro ou mecanico. Por experiencia de vida, todas as pessoas que tentam se vangloriar e desmerecem os outros por pequenas coisas, como por exemplo este assunto que estamos discutindo, são pessoas que não conseguem se destacar como bons profissionais ou têm problema de ego, já que não são boas o suficiente para se destacar por mérito próprio.

      • verdade pura ela só falou o que ela mesmo sente o tempo td (contatoanalira@hotmail.com

    • me perdoe (Dr) se voçe chegou a conquistá título de doutora acredito eu que foi para salvar vidas e não zombar de quem não tem 5 mil reais por mes para pagar o curso eu gostaria muito de ter condiçoes de ser uma doutora sim , vou fazer nutrição pq gosto e é o que meu bolço manda só Doutora que eu não posso ficar calada é que a senhora com esse titulo de doutora se incomodar com palavras de forças e de verdade da dr Cristiane como nutricionista , ela está apenas defendendo a sua profissão eu vou ser nutricionista sim e eu espero nao ser como os medicos que se preocupa em ganhar dinheiro e esquece da saúde publica do nosso paíz temos de nos preocupar sim com essas pessoas que estão morrendo de doenças cardiacas de doenças cronicas de problemas do caração , enquanto o nosso plano de saude está uma porcaria os medicos faltando nao aceitando os planos e ainda por cima zombando de quem quer ser alguem minha gente vai arrumar livro para ler se ( encher de conhecimentos e aprender de verdade o que é ser humano ) sem humilhar e pisotear na cabeça das pessoas que só estão tentando ajudar o próximo , querida Dr Cristiani a senhora está de parabens pois eu apartir de hj decidi ser nutricionista eu entrei nessa pagina para saber se um dia posso ser chamada de doutora , mas eu desistir , eu quero ajudar as pessoas sendo doutora ou não , eu sei que sou inteligente o suficiente para ser nutricionista cada profissional tem a sua area de atuação e eu não quero pisar e huminlhar ninguem eu quero cuidar do próximo eu acredito em mudanças e eu tenho coragem de dizer estas palavras pq eu estou cansada de ficar calada com tanta coisa errada que está acontecendo , essa é a minha opinião a respeito de td isso meu facebook ana lira bella meu imail contatoanalira@hotmail.com

    • Dra Vivian, palavras muito bonitas e bem elaboradas da sua parte, meis infelizmente vimos mais um medico que pensa ser Deus, é uma pena ver que ainda existem pensamentos diminutos sobre outras profissoes como a fisioterapia por ex que é meu caso. Com tanto estudo que diz ter, e tenta ignorancia junto, o que te faz pensar q sua profissao de fato merece o titulo de Dr? O te faz pensar q a medicina é mais merecedora do titulo que outras profissoes da saude? A resposta é facil, pura e simples ignorancia, que desta forma deve tratar seus pacientes, pois medicos como vc vimos todo santo dia nos hospitais e consultorios de nosso pais. Vc deveria ter vergonha na cara antes de fazer tal comentario, um titulo de Dr nao engrandece ninguem, oq realmente faz isso é a forma com que cada profissional atua, realiza seus tratamentos e seus atendimentos sejam eles de qualquer natureza. VC como medica tao graduada deveria saber que todas as profissoes da area de saude se completam, todas de certa forma dependem uma da outra, principalmente fisioterapia e medicina. Vc cita ao final do comentario que estudo e conhecimento nunca sao de mais… concordo e mto, mais tambem acho que humildade e bom senso tambem podem entrar nessa lista, e pelo visto oq torna vc uma pessima profissinal e a falta destes 2 itens essenciais qdo se fala em atendimento humano. Abraços.

  2. O titulo de Doutor é mera formalidade. Acho que o médico não deve se sentir inferiorizado por isso. Afinal, o uso do titulo a outros profissionais da saúde não é, de forma alguma, um desmerecimento ao mesmo. Afinal, nada está sendo tirado dele. Eu estou certa que o nutricionista tem sua real parcela na contribuição da saude do paciente, assim como o fisioterapeuta, fonoaudiólogo e outros. E todos trabalham para o bem estar daquele que precisa. Pode ter certeza que o médico não é mais nem menos doutor do que outros profissionais da saúde. O médico moderno e atualizado sabe que o trabalho em equipe é muito mais eficiente.

    • Flávia, apoio você totalmente!
      Hoje ainda é muito dessa questão da falta do trabalho multidisciplinar, e também a falta do reconhecimento do Nutricionista por vários profissionais da área da saúde, principalmente os médicos! Mas aos poucos tudo está mudando…E também não sou muito a favor de utilizar o título de Dra. pois, na minha opinião, quem usa deve ter doutorado. Mas não desmereço nenhuma profissão que tem o apoio do consenho para usufruir desse título!

  3. Prezada “Dra” Vivian, com o tipo de comentário agressivo e grosseiro postados por v.s ª, uma profissional cheia de estudos e títulos, só podemos chegar a uma conclusão: “Diploma não encurta orelhas”, como bem dizia minha saudosa vovozinha!

  4. Parabéns ao comentario crstiane e Flavia….Lamentável ainda no mundo de hoje ter pessoas que pensam como a Dona vivian……..sem comentários

  5. Me sinto enojada, triste e sem saber como entender a cabeça de muitas pessoas. Lamento muito o comentário da Dra. Vívian acima. Por que essa eterna briga de achar que tal profissional é maior merecedor de algo ou tem mais conhecimento e estudo que outro.. Nenhum médico é melhor que qualquer nutricionista, assim como nenhum nutricionista é melhor que qualquer psicólogo, fisioterapeuta, enfermeiro e etc. Por que é difícil para as pessoas entenderem que cada profissional é especial pelo que faz e que cada um complementa o trabalho do outro? Cada um tem o conhecimento da SUA área. E desde sempre, os pacientes chamam nutricionista de Dr./Dra. Não foi algo exigido das pessoas. Ninguém nunca tentou tirar uma denominação de médicos, advogados ou odontos. Essa denominação só seria corretamente usada no caso da pessoa ter formação em algum doutorado. Então, ninguém está roubando nada de você, nem de ninguém Vívian. É uma pena ver que ainda exista tanta competição entre áreas diferentes, porque não há necessidade alguma! O que precisamos é nos garantir! Se você for um bom profissional, estudar, se atualizar e prestar um bom trabalho, não vai ter razão alguma para brigar por um nome ou ter medo de outros profissionais desenvolverem uma linda carreira também. Eu como nutricionista e pessoa, desejo que todos profissionais da saúde prestem um bom trabalho e que todos possam crescer e melhorar sempre! Independente de se usarem um Dr. ou Dra. na frente do nome! Sucesso a todos!

  6. Dra. Vivian, obrigada pelos segundo de gargalhada que me proporcionou!!!!
    Preciso discordar.. Não deveria ser utilizado o termo “doutores”, mas SEMI-DEUSES!!! E assim, talvez, justificar não serem acometidos pela fraqueza humana VAIDADE.
    Quanta bobagem..

    • É lamentável que a cabeça de uma medica seja tão restrita, afinal, hoje, muitos nutricionistas estudam tanto quanto um medico, e fazem especialização, mestrado, doutorado e podem sim ter a honra de ser chamados de Dr ou Dra. Nutricionista ..eu mesma já consultei médicos que sabiam menos do que eu, o que me impressionou! então Dra. Vivian, por favor, reavalie seus valores e seja mais humilde.

      • Muito bem Mara, gostei da sua resposta, os valores das pessoas não estão em um diploma e sim em seu caráter e personalidade!!!

  7. Aiaiaiai…a própria ‘vaidade humana’ em pessoa se manifestando aqui. Mas que coisa impressionante, passam 10 anos estudando medicina e não aprendem nada sobre a vida. Lamentável. Se é assim, eu, só com mestrado e coordenadora de pós graduação, sou mais Dra. do que qualquer médico sem esse título. Mas não tenho tempo pra ficar aqui discutindo o óbvio, então, vou limitar-me ao silêncio.

  8. Bom, começo retribuindo o abraço carinhoso. Confesso que fiquei encantada com tantas palavras bonitas, comentário bem estruturado e coerência de idéias da “doutora graduada e especializada”. Fiquei realmente chocada ao ler o belo texto, recheado de palavras e frases estonteantes como “hercúlea”, “background”, “fruto de pura vaidade humana” (nessa parte confesso que chorei), “profissões atemporais”, “pleitearem”… mais chocada fiquei quando vi a expressão “fazer juz” escrita assim, assim mesmo, tive que ler e reler! Realmente depois de tantos anos de formação e de um texto tão elaborado, a doutora conseguiu matar a ortografia. Talvez falte o conhecimento histórico, porque estudo e conhecimento… nunca são demais! Ah… mas não estamos discutindo a Língua Portuguesa, não é? Assim como também não é discutível que a palavra doutor antes do nome transforma o indivíduo em profissional competente e dedicado, se isso valesse, o país não estaria esse caos na área da saúde! Abraços DOUTORA!

  9. Antes de querer o título de doutora, gostaria que minha profissão fosse mais respeitada, mais reconhecida, com salários mais justos e profissionais competentes, antes de meus colegas médicos, fisioterapeutas, psicólogos, ficarem discutindo como seria o jeito certo de ser chamado, gostaria que pudessemos discutir digna e igualmente pacientes, condiçoes de trabalho, melhoras para o SUS, se tudo isso tiver ok, vcs podem me chamar até de Mari, pois sei que tenho o respeito que mereço.
    Vamos discutir fatores mais importantes pra profissão do que como ser chamado!!!

  10. Caros graduandos, como médico me ENVERGONHO pelo depoimento de mais um “ser” da minha categoria profissional. Ao contrário da mesma parabenizo-os por promover essa discussão. E gostaria de opinar!! Esses títulos.. especialistas, mestres e doutores são meros reflexos de nosso sistema, que insiste, desnecessariamente, em categorizar e criar diferenças em nossa sociedade que busca hegemonia e status de determinados grupos e promovem o inútil preconceito e discriminação social. Paremos de intrigas.. olhemos mais aos próximos. Todos temos nosso papel social enquanto profissionais, com estudos ou não. Não existe tempo mínimo ou máximo para o aprendizado… isto é constante! Cada profissão tem seu valor e sua contribuição ao próximo.. paremos de discutir que título um ou outro possui, e nos dediquemos a discutir como otimizar nossa contribuição ao próximo. Foquemos nossas atuações considerando as tecnologias leves de cuidado, busquemos dar o nosso melhor em parceria com outros, rompamos as barreiras dos conhecimentos.. e criemos um novo saber, integrado e articulado. Forcemos estímulos a novas práticas de cuidado e organização institucionais.. é isto que deveria ser a discussão principal!!!

  11. Nossa, mais uma, meu Deus…
    O título de Dra. é tão importamte não é, como o dinheiro que está em primeiro lugar, sempre, e a vida humana,o bem estar das pessoas, a cura, o respeito, o acolhimento, o carinho, quem sabe podemos lembrar dessas coisa tão insignificante mais tarde, não é…

    Hoje a maioria de nossos profissionais, não estão na área por amor a vida, ou por amor ao próximo, a grana é mais alta, é para isso que vale um título de Dr.(a). isso é que menos importa na área da saúde, o trabalho tem que ser em conjunto sempre, independente de Dr’s, é a vida que está em jogo, mas parece para alguns o título de Dr.(a) é mais importante que isso não é. Olha para quem estamos entregues, meu Deus…

  12. Olá meu nome é Barbara, sou médica oncologista e quero colocar o quanto importante é a profissão do nutricionista, terapeuta ocupacional, fonoaudiologo, fisioterapeuta, psicólogo que trabalham comigo. A contribuição de cada um promove, e muito, a melhora dos pacientes. Na minha opinião acho que existem assuntos mais importantes a serem discutidos como salário, reconhecimento, enormes filas de espera no SUS, privatizaçãode serviços entre outros. Concordo que o termo “doutor” assim como o uso do jaleco em situações que não há necessidade serve apenas para elevar o ego dos profissioanais inseguros de si mesmo. O profissional que sabe o que faz não precisa de nada disso para atuar. Quando eu digo ao meu paciente que sou igual a ele, que não sou nenhum Deus e digo que não precisa me chamar de doutora, aí sim, ele fala abertamente comigo, cria um vínculo e possibilita o tratamento, não focado só nos meus anos de faculdade, mas sim na bagagem que ele mesmo trás. Quando esse vínculo não acontece, o paciente fala sobre suas queixas para outro profissional e eu só fico sabendo depois, isso porque ele não se sentiu seguro em falar de sua vida pessoal para “um doutor de jaleco” que só está lá para se achar melhor do que o próprio paciente. Nesse caso, esses profissionais se destacam porque conseguiram fazer algo que o médico muitas vezes não consegue e é o primeiro passo para o tratamento efetivo: o acolhimento. O título de doutor só atrapalha o vínculo e o tratamento. Somente quando nós médicos descermos do pedestal e vermos que os anos de faculdade não garantem o título de doutor para ninguém e que todas as profissões são importantes é que estaremos plenos de nossa profissão. Cada pessoa tem uma experiência, se eu tenho tantos anos de faculdade, existem gente que tem tanto anos catando latinha e a profissão e experiência dele não é menos importante do que a minha! Só quero lembrar que não existem só médicos arrogantes, que na verdade são inseguros, existem também médicos abertos e acho que ninguém tem que ficar nos bajulando porque ainda temos muito o que aprender com os nutricionistas. Além disso, o que faz o médico ser arrogante ou não é a própria faculdade onde estudou, se a faculdade não dá o suporte necessário, o profissional se torna inseguro e precisa escondre-se atrás do título de “doutor”, do contrário esse torna-se um profissional competente. Abç

    • Bárbara, obrigada pelo seu comentário. Você realmente falou tudo quando se referiu ao vínculo que deve existir entre os profissionais e seus pacientes. Sem isso, o tratamento não é completo e aquela sensação plena de paz no coração não acontece, porque o paciente não se sente acolhido. Uma pena que nem todos sabem que experiência incrível é essa. Mas não importa o que os inseguros não sabem. O que importa é que, felizmente, temos profissionais lúcidos e com discernimento em meio a esse mar de semi-deuses sem noção do quanto são pequenos sozinhos e do quanto poderiam ser realmente grandes para seu paciente se reconhecessem o valor de cada membro da equipe.

      Não há título nesse mundo que engrandeça tanto um ser humano quanto o de saber que nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos.

  13. Caras colegas,

    Não sou nutricionista, nem médica: sou psicóloga. Porém, tomo a liberdade de manifestar-me aqui por várias razões: porque fomos (psicólogos) citados em diversos comentários; porque tenho quase 25 anos de atuação profissional em parcerias interdisciplinares com profissionais da saúde e do direito, sem nenhum conflito e, sobretudo, porque a competição medíocre e a disputa tola é a maior prova de falta de competência e de noção de realidade. Minha formação profissional, como a da colega Vivian e de muitas, muitas outras pessoas, foi longa e exigente como deve ser qualquer formação que prime pela ética e pelo conhecimento. Não há nenhum mérito além do esperado nisso! De fato, houve um tempo em que apenas uma elite tinha acesso ao conhecimento cientifico, graças a Deus, uma época que está ficando cada vez mais distante. Não que todos os que chegassem à formação superior em tempos passados fossem de fato “superiores”, na maioria das vezes apenas tiveram a sorte de herdar patrimônio e status provindo de sobrenomes e de títulos nem sempre obtidos da foram mais honrosa. Ao final da graduação em medicina e direito, em tempos jurássicos, os profissionais defendiam uma tese, pelo qual faziam juz ao titulo de Dr., coisa que há séculos não ocorre, ainda que os mesmos, na atualidade, se aferrem ao direito adquirido de assim serem identificados, suscitando a revolta de outras categorias, como aqui vemos. As nossas formações acadêmicas tem deixado muito a desejar, caros colegas!! Não há pronomes ou titulações que mude esse triste fato. É de conhecimento público, que os atuais graduados em direito acabam o curso com pouquíssimas condições de serem aprovados no exame da OAB e os recém médicos, por exemplo, penam amargamente para fazer um diagnóstico que lhes exija interação genuína com a clinica médica e com os sintomas que não podem ser traduzidos por exames sofisticados, denunciando que o preparo para examinar o doente e conhecer sua dor está cada vez mais sofrível. Mas, como vemos, ambos, médicos e advogados, não prescindem de serem reconhecidos como Drs, disputando para si o “privilégio da honraria”, como se isso fosse ainda uma questão de respeito para com sua competência profissional. Lamento informar os ignorantes mas o que já pode ter sido demonstração de respeito hoje é apenas submissão ( quiçá até um pouco de deboche!), é uma forma de demarcação autoritária do poder, da autoridade imposta, é a posse de algo que tenta impor sabedoria sem ter sido de fato conquistada. Eu de minha parte, apesar de construir uma formação acadêmica para usar o titulo, o dispenso solenemente. Quando outro ser humano busca meus serviços quero-o bem próximo a mim, para poder escutá-lo, compreendê-lo, acolhê-lo e, quem sabe, ajudá-lo. Um Dr. no meio do caminho serve para quê, além de obstruir a passagem do que deve fluir na interação verdadeira e digna entre as pessoas? Sim, faço questão absoluta de ser respeitada e reconhecida em meu trabalho, mas isto eu mesma garanto com minha postura, com meu empenho e dedicação e com a minha ética. Portanto, que tantos anos entre Drs médicos e jurídicos, reverenciados como tais, nunca me obscureceu, nem me impediu de executar minhas atividades com louvor. E, por ironia, frequentemente preciso solicitar a eles, médicos e magistrados, que, por favor, não me chamem de Drª! Até porque a fluidez da vida garante que teremos que trocar de papéis muitas vezes: ora seremos os cuidam, ora os que precisam de cuidados. Tratar o outro como queremos ser tratados é uma humildade necessária e sábia!

    • Parabéns pelo seu comentário!
      Realmente o que tantos buscam, mas poucos consegue: SER UM REAL PROFISSIONAL!
      Muito sucesso!

  14. O motivo pelo qual os Nutricionistas passaram a ter o direito de serem chamados de Doutores(as) é devido a forma carinhosa de já receberem essa denominação pelos pacientes pelo fato de serem profissionais que auxiliam na melhora da qualidade de vida dessas pessoas com investigação, individualidade, atenção, utilizando o alimento e o reequilíbrio desses organismos através dessa ciência fundamental que é a Nutrição. Pacientes não distinguem Médicos, Psicólogos, Nutricionistas ou qualquer que seja o profissional, mas eles carinhosamente chamam de Doutores(as) àqueles profissionais cuidadores que se importam e fazem diferença em suas vidas, tornando-as melhores.
    Com tanto estudo e atualização, Dr, Vivian, falta-lhe a humildade de aceitar a importâcia dos demais profissionais envolvidos na saúde dos pacientes. Quem sabe não queira abrir os olhos por insegurança, mas saiba que mesmo que os Nutricionistas sejam profissionais que trabalham na estrutura da saúde, os Médicos jamais perderão sua importância.

  15. Vaidades, vaidades, vaidades!!!!!!!
    Discussão tão sem sentido!
    Concordo com DR. Daniel.
    Ser eficaz em cumprir prazos para entrega de trabalhos, ter tempo para recolher bibliografias, realizar experimentos, organizar as idéias para escrever uma tese, não faz de ninguém um sábio.
    Sabedoria é saborear a vida!

  16. Acho legal termos esse direito principalmente em relacao ao paciente pois fica mais facil pra eles saberem qual a forma de nos tratarem.
    Agora para nos da area de saude e afins com o direito de usar esse termo de tratamento nao muda pois sao dois termos diferentes Dra Claudia – Nutricionista ou Dra Fulana doutora em …… ou seja quem fez doutorado alem do simples Dra tem o titulo que pode e deve ser informado essa e a diferenca caros colegas.

  17. Realmente, vergonhoso um comentário como este da DRA Vivian, que vangloria tanto o trabalho dos profissionais médicos. Ainda mais, quando a Folha de São Paulo, um dos maiores jornais do país, publicou uma reportagem no dia de hoje, 10/11, com o seguinte título: ‘Metade dos futuros médicos não sabe avaliar radiografia’. Reportagem esta que nos informa que estes tão competentes profissionais saem da faculdade sem nem ao menos saber fazer o diagnóstico de seus pacientes! Ó tão superiores seres em relação às outras profissões, que consideram serem indignas de receber título tão importante! Meu Deus, onde iremos parar? Não generalizo, pois tenho certeza que a outra metade destes estudantes de medicina, se tornarão profissionais competentes, com uma visão mais ampla do que é a área da saúde (Como o Dr Daniel, que trouxe palavras sábias para esta discussão). Mas ainda sim, não coloco minha mão no fogo.

  18. Dr: Vivian, duvido você fazer o trabalho de um nutricionista nem que não queira seus paciente precisam de um nutricionista.kkkkkkkkkkk

  19. Primeiramente cumprimento a todos os colegas da área de saúde, e também saudo os autores dos comentários que não são da área da saúde, mas se sensibilizaram com o ASSUNTO em questão…

    Eu sou nutricionista formado pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM, prestes a receber 2 títulos de especialização a nível de pós-graduação, e com apenas 22 anos de idade, mais nem por isso quero ser mais ou menos importante que os outros colegas da saúde, ou até mesmo com aqueles que ainda estão estudando…

    Se formos levar em considerção o significado das palavras, o Mini Aurélio, dicionário da língua portuguesa, diz que Doutor: “é aquele que se formou numa univerdidade e recebeu a mais alta graduação desta após haver defendido tese”.

    Então caros colegas, se formos levar em consideração, a próvida Sra. Vívian, apesar de ter estudado 6 anos de graduação, e mais 4 anos de especialização, não pode ser chamada de DOUTORA, pois até onde eu vi ela graduou e se especializou, mas não doutorou!

    O correto seria isto segundo o dicionário, mais na realidade não é assim que funciona as coisas, todos sabemos que os profissionais da área de saúde, bem como os de direito, recebem por denominação de seus conselhos e ordens respectivamente, o direito de utilizar o título do DOUTOR no seu âmbito de trabalho…

    Como eu sou uma pessoa de classe e devidamente educada e estudada, vou me redimir dizendo que: Dra. Vívian, vou lhe chamar assim por que este é um direito seu, e apesar de a sra. não respeitar minha classe, eu respeito a sua e a sra. em especial…

    Cada profissional da saúde estuda as disciplinas da área médica, estas só são de cargas horárias diferentes, mais cada um tem durante seu curso as disciplinas específicas, e é neste momento que você passa a ser um profissional de uma determinada área…

    Então, eu como nutricionista não devo interferir no trabalho de nenhum dos meus colegas, como, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, dentistas, cada um estudou para uma função diferente, logo, cada um entende da sua área…

    O que podemos fazer, é discutir sobre o quadro clínico de determinado paciente/cliente, essa é a verdadeira função de uma equipe multiprofissional de saúde, não querer ser melhor do que os outros, viu Dra. Vívian…

    E o simples fato de a sra. ter estudado 10 anos da sua vida, não lhe faz melhor do que os outros, e isso também não quer dizer que a sra. saiba mais que os outros profissonais, pois o que vale é o profissional se garantir na sua área de atuação, e nisso a sra. pode ter certeza que eu me garanto…

    Eu não faço questão de usar o Dr. antecedendo meu nome, mais independente disso, as pessoas automaticamente lhe chamam, e isso infelizmente a sra. não pode interferir…

    Em uma reunião de equipes multiprofissionais de saúde, todos costumam se tratar com respeito, mais acredito que a sra. não chama os seus colegas de Dr. ou Dra., pois talves eles não tenham estudado tanto quanto a sra. ou então pelo simples fato de eles não serem MÉDICOS, serem apenas o que denominamos de PARAMÉDICOS!…

    Mais aí fica uma dúvida no ar, se a Sra. Dra. Vívian se coloca na posição de superior aos demais profissionais, isso quer dizer que a sra. trata dos seus pacientes sozinha? Tratando deles se prescisarem de fisioterapia, terapia nutricional, sesoções de fonoaldiologia, entre outras…

    Pois acredito que com seus 10 anos de estudo aprendeu a ser isso tudo…

    Pois eu lhe digo que não Dra. Víviam, se o profissional MÉDICO fosse detector de todo o connhecimento que rege a ciência da MEDICINA, não haveriam as demais áreas de especialização na área de saúde, ou seja, não existiriam os profissionais PARAMÉDICOS para atender estas áreas afins!…

    Fica a dica, procure ser mais compreensiva com os profissionais que compõem a EQUIPE MULTIPROFISSIONAL, a sra. não é nem melhor, nem pior que eles, vocês são uma equipe, e não esqueça quem faz o profissional é ele próprio, se a sra. for boa no faz com certeza será reconhecida…

  20. eu sou dr.rafael nutricionista e gostaria de poinar aqui também se os medicos podem então todas as outra categorias podem e isso é uma bestera.não fiz medicina pq não gosto e nem por isso me considero menor que um medico.uso termo pq acho que um usa sem ter o doutorado o outro tbm pode!

  21. O título de doutor não foi lhe concedido Vivian, você não fez doutorado, por isso, utiliza-o de forma digamos inadequada, assim como eu e os demais que não fizeram tal especialização. Gostaria de saber em qual hospital a Senhora trabalha, justamente pra eu nunca ter que passar por perto de sua arrogância, estupidez, VOCÊ É SÓ UMA MÉDICA, SÓ ISSO !!! Doutor mesmo é Deus vc NÃO!! Enfim mudando de assunto fiz meu carimbo hoje com o título de doutor, colei a faculdade inteira, passei na surdina e carrego o mesmo Dr que a Vivian… Eba sou mais feliz por isso!!! kkkkk

  22. Quanta confusão,na duvida se quiser diga apenas (Sr, Sr ª ) Como diz um velho ditado Popular “Para bom entendedor meia palavra basta”

  23. Gostaria de fazer também um comentário, acabei de fazer meu Doutorado em psicanálise. Tornei-me DR. na área de especialização, mas esse título não irá me envaidecer , irá me ajudar a cuidar das pessoas que realmente precisará de mim.

  24. Dependendo do lugar frequentado até as prostitutas podem ser chamadas de Dra. Aqui onde moro as empregadas domésticas são chamadas de secretárias e as que fazem serviços externos como levar as crianças na escola, fazer compras no mercado e pagar contas na lotérica são chamadas de Ministras de Relações Exteriores. Neste mesmo local, dentre outros, há diversos Doutores que só tem interesse próprio e visam acumular patrimônio e riquezas enquanto quem precisa dos seus vastos conhecimentos fica abandonado. Na Igreja tem gente safada, na medicina tem gente safada, no judiciário idem. Mais relevante do que um título é exercer com hombridade sua profissão, dando enfase à pessoa humana como é o caso da área médica e não somente aos lucros e status que a profissão propicia. Não se pode julgar ou generalizar mas no dia a dia convivo com médicos Drs. que merecem na realidade o título de Filha da Puta. Espero que o ministério da saúde contrate os médicos estrangeiros para que não tenhamos ”futuramente” uma máfia nesta área. O monopólio é o câncer de qualquer sociedade.

  25. Dr. é quem recebe a titulação via doutorado, seja ele medicina, nutrição, engenharia, história, pedagogia, filosofia etc, mesmo assim não deveria ser utilizado no dia a dia. No mais é apenas uma forma de estabelecer graus de superioridade e inferioridade entre as pessoas, notadamente nas relações onde uma das partes já chega fragilizada, seja por um problema de saúde, seja por uma questão jurídica. Não há carinho nessa tratativa e faço questão de evitá-la. Não é por outro motivo que justamente as profissões que costumam fazer uso do termo são as mais corporativistas. Uma pena a necessidade de certa porção da humanidade de se substituir o respeito e a cordialidade pelo da superioridade e inferioridade. Se a mais honrosa das profissões, a de professor, pode prescindir dessa titulação não vejo porque deva utilizá-la para as demais. Segue abaixo o real significado da titulação:

    “No Brasil vivenciamos diariamente o surgimento de novos doutores em todos os segmentos da sociedade. São Doutores acadêmicos, advogados, médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, engenheiros, enfim, profissionais liberais; também o é qualquer outro que possua uma condição financeira superior à média nacional, todos ostentando o concorrido e almejado título de Doutor, enraizado ao tupiniquismo sócio-cultural brasileiro, são apresentados e reconhecidos perante a sociedade.”

    Leia mais: http://jus.com.br/artigos/13451/doutor-um-titulo-academico-em-constante-usurpacao#ixzz2cYLIhbMv

  26. Carlos
    18/07/2013 @ 21:38
    Ah Dra. Vivian, vc é do tipo de pessoa que temos que passar e cuspir no pé de tanto nojo!

    Assinando embaixo.

  27. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk quanto preconceito e descriminação dessa Vivian aos outros profissonais.. minha queria, DRA ficou para aqueles que merecem ser chamado e acho justo nutricionista,fisioterapeutas,advogados e etc, ser chamados de dotores.. minha querida Vivian em que pais você vive em?
    futuros advogados essas pessoas assim nao merecem nem mesmo defesas por ser tão mal caráter..

  28. Fabio Bathazar
    Meu Deus!! Vivian vc deveria ter colocado seu nome completo… daí nunca marcaria uma consulta com vc! Gente Dr é um título para exclusivamente p quem faz Doutorado, em Portugal genericamente pessoas com licenciaturas são chamadas de Drs mas aq no Brasil todo mundo é Dr… eu sou Psicóloga DOUTORA, o meu corretor usa terno e é chamado de doutor, o gerente do banco é doutor!! Portanto Dona Vivian ser doutora não é mais previlégio p ninguem… senão pq o programa Mais Médicos? E todos desistindo… me fez lembrar uma certa doutora quem imaginava que por ser DOUTORA ficaria impune de crimes cometidos…kkkkkk ACORDA Dona Vivian. Perante a Deus somos todos iguais, as doenças chegam para todos graças a Deus, já pensou se p doutora Vivian não chegasse?

  29. Deprimente achar que só porque estou Medicina, e é Medica tem o direito de desmerecer outras profissões, ridículo querer usufruir da profissão para seu ego, status pessoal. Isso porque é instruída, o que importa, se você compreendesse um pouco mais da área da saúde, é a prevenção e ou recuperação do paciente, não status querida!!!!!

  30. Deprimente achar que só porque estudou Medicina, e é Medica tem o direito de desmerecer outras profissões, ridículo querer usufruir da profissão para seu ego, status pessoal. Isso porque é instruída, o que importa, se você compreendesse um pouco mais da área da saúde, é a prevenção e ou recuperação do paciente, não status querida!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s